Clóvis Ilgenfritz, arquiteto, urbanista, ex-vereador de Porto Alegre e deputado federal

0
Powered by Rock Convert

Arquiteto e urbanista e ex-vereador de Porto Alegre

 

Clóvis Ilgenfritz da Silva (Ijuí, 13 de março de 1939 – Porto Alegre, 23 de novembro de 2019), arquiteto, urbanista, ex-vereador de Porto Alegre e deputado federal

 

Formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi professor também na universidade federal de 1972 a 1977. Em 1988, foi eleito vereador pelo Partido dos Trabalhadores (PT), sendo reeleito para quatro sucessivos mandatos até 2000. Em 1997 foi presidente da Câmara Municipal. Concorreu a deputado federal na eleição de 1998, conseguindo suplência e tendo assumido o cargo em 2001.

Clóvis foi o criador da Lei de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS), que prevê projetos e moradia digna para famílias de baixa renda. O arquiteto e urbanista era conselheiro do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS) pelas duas últimas gestões.

Clovis Ilgenfritz foi presidente e fundador da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), entre 1983 e 1986, e do Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), em suas primeiras três diretorias (1974 a 1983). Também foi vice-presidente do CAU/RS. Em outubro passado,  Clóvis Ilgenfritz da Silva foi homenageado no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA), realizado em Porto Alegre, com o Colar de Ouro, comenda criada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) como reconhecimento máximo aos arquitetos pela sua obra e atuação profissional.

 

Ilgenfritz dedicou sua vida profissional para trabalhos em habitação popular, ainda que também tenha atuado no mercado, criando a Lei de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS), aprovada pelo Congresso Nacional em 2008. O texto assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita a construção de habitação de interesse social . Quatro anos depois, na legislatura seguinte, seu colega arquiteto e urbanista Zezéu Ribeiro, também deputado pelo PT, reapresentou o projeto, que depois virou a Lei 11.888/2008.

Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), o arquiteto dedicou boa parte de sua trajetória profissional a trabalhos de habitação popular e planejamento urbano, dividindo-a com a atuação em entidades representativas dos arquitetos. Ele foi pioneiro na defesa da Assistência Técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitações de interesse social, que considerava “como um SUS da habitação”, fundamental para melhorar as moradias e atingir um segmento da população sempre desassistido.

No currículo de Clóvis está também uma extensa atuação ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT), tendo sido um dos fundadores do partido (1981) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no mesmo ano.Foi vereador em Porto Alegre por três vezes na década de 1990 e deputado federal.

Powered by Rock Convert

A área da habitação social era sua principal bandeira. “A assistência técnica para habitação popular veio como uma necessidade para o país e para a população, com a presença do arquiteto e urbanista, conseguir melhorar as habitações no Brasil e atingir as pessoas que nunca tiveram assistência de ninguém”, disse certa vez.

 

Em outubro de 2019, Ilgenfritz recebeu sua última homenagem em vida, no  21º Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA). O Colar de Ouro é uma comenda criada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) como reconhecimento máximo aos arquitetos e urbanistas pela sua obra e atuação profissional

Clóvis Ilgenfritz faleceu em 23 de novembro de 2019. Com 80 anos, Clóvis foi vítima de um quadro de fibrose pulmonar. Ele estava internado no Hospital Moinhos de Vento desde outubro de 2019.

Em nota, o CAU/RS disse que o arquiteto deixa um grande legado. “A morte de Clóvis causa uma enorme tristeza. A Arquitetura e Urbanismo, nossos colegas e o país perdem um guerreiro do bem”.

“A trajetória de Clóvis Ilgenfritz da Silva se confunde com a criação dos sindicatos de arquitetos e da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas, há 40 anos.”, disse Cicero Alvarez, presidente da FNA. ” Clóvis foi um grande profissional, colega e amigo de todos que passaram pela organização dos trabalhadores e luta sindical, merecendo nossas homenagens. O legado de Clóvis será sempre lembrado na luta por um mundo mais justo. Clóvis Ilgenfritz da Silva, presente!”.

O velório ocorreu em 24 de novembro no Plenário Otávio Rocha da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. A cerimônia de cremação foi em (25) pela manhã, no Crematório Saint Hilaire, em Viamão, na Região Metropolitana.

(Fonte: Zero Hora – ANO 56 – N° 19.565 – 25 de NOVEMBRO de 2019 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 31)

(Fonte: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/11/24 – RIO GRANDE DO SUL / NOTÍCIA / Por G1 RS – 24/11/2019)

(Fonte: https://www.correiodopovo.com.br – NOTÍCIAS / POLÍTICA / Por Christian Bueller – 24/11/2019)

Powered by Rock Convert
Share.