Charlie Whiting, foi diretor de provas da Fórmula 1 da FIA

0
Powered by Rock Convert

Foi uma das figuras mais icônicas da Fórmula 1

 

 

Charlie Whiting (Kent, 12 de agosto de 1952 – Melbourne, na Austrália, em 14 de março de 2019), diretor de provas da Fórmula 1 da FIA

 

Whiting começou sua carreira em 1977, trabalhando na equipe Hesketh, em seguida, na década de 80 na Brabham, e tem sido parte integrante da organização do Mundial de F1 da FIA desde que ingressou no órgão em 1988 e era diretor de corridas desde 1997.

Whiting era o último remanescente do time que Bernie Ecclestone levou consigo da Brabham, time que dirigiu nos anos 70 e 80, para o comando da Fórmula 1.

 

Ele estava na categoria em 1977, na extinta equipe Hesketh, e nos anos 80 foi para a Brabham e trabalhou com Nelson Piquet na conquista de seu bicampeonato com o time inglês.

 

Em 1988, ele se juntou à Federação Internacional de Automobilismo, primeiro como delegado técnico, e depois como diretor de provas.

 

Charlie Whiting, de 66 anos, morreu em decorrência de uma embolia pulmonar. O britânico foi encontrado sem vida em seu quarto de hotel em Melbourne, na Austrália, três dias antes do Grande Prêmio da Austrália, que irá abrir a temporada 2019 da F1.

 

Powered by Rock Convert

“É com imensa tristeza que fiquei sabendo da morte repentina de Charlie. Eu conheci Charlie Whiting faz muitos anos e ele tem sido um grande diretor de corrida, uma figura central e inimitável na Fórmula 1 que incorporou ética e o espírito deste esporte fantástico”, disse o presidente da FIA Jean Todt.

“A Fórmula 1 perdeu um amigo fiel e um embaixador carismático. Todos os meus pensamentos, os da FIA e toda a comunidade do automobilismo vai para sua família, amigos e todos os amantes da F1”

Ross Brawn, diretor da F1, acrescentou: “Eu conheço Charlie por toda a minha vida nas corridas. Nós trabalhamos como mecânicos juntos, nos tornamos amigos e passamos muito tempo juntos em pistas de corridas do mundo todo. Eu fiquei imensamente triste quando ouvia a trágica notícia. Estou devastado.

“É uma grande perda não só para mim pessoalmente, mas também para toda a família da F1, a FIA e o automobilismo como um todo. Todas nossas condolências para sua família”.

A Red Bull soltou um comunicado dizendo:

“Ficamos chocados e entristecidos ao saber da morte de Charlie Whiting e nossas sinceras condolências à família, amigos e colegas.

“A Fórmula 1 perdeu um de seus embaixadores mais leais e trabalhadores, e o paddock será um lugar mais triste sem ele.

“As contribuições de Charlie para a F1 vão além da medida e sua perda deixa um grande vazio em nosso esporte.”

Christian Horner adicionou: “Fiquei profundamente triste em ouvir a terrível notícia de que Charlie Whiting faleceu na noite passada. Charlie tem desempenhada um papel fundamental neste esporte e tem sido o árbitro e a voz da razão como Diretor de Corrida por muitos anos.

“Ele era um homem com grande integridade que desempenhava um papel difícil de maneira equilibrada. No fundo, ele era um piloto com suas origens remontando ao seu tempo em Hesketh e nos primeiros dias de Brabham.

“Em nome de todos na Aston Martin Red Bull Racing, transmitimos nossas sinceras condolências à sua família e amigos. Charlie foi um grande homem que, infelizmente, fará falta em o paddock de Fórmula 1 e na comunidade de automobilismo em geral”.

(Fonte: https://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2019/03/13 – ESPORTE / F1 / ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Por Julianne Cerasoli Do UOL, em Melbourne (AUS) – 13/03/2019)

(Fonte: https://www.terra.com.br/esportes/automobilismo/f1mania – ESPORTES / AUTOMOBILISMO / F1 MANIA / Por Gabriel Gavinelli – 13 MAR 2019)

Powered by Rock Convert
Share.