Cecil Thiré, ator e diretor de novelas da Globo, era filho da atriz Tônia Carrero e do artista plástico Carlos Thiré

0
Powered by Rock Convert

Cecil Thiré, o inesquecível assassino de ‘A Próxima Vítima’

 

Cecil Aldary Portocarrero Thiré (Rio de Janeiro, 28 de maio de 1943 — Humaitá, Zona Sul do Rio de Janeiro, 9 de outubro de 2020), ator e diretor de novelas da Globo, era filho da atriz Tônia Carrero.

 

O ator assumiu a tradição artística da família desde cedo. Seu primeiro trabalho foi aos 18 anos, como assistente de direção de Ruy Guerra, no filme Os Fuzis.

 

O ator estreou em telenovelas em 1967, em “Angústia de Amar (TV Tupi) e desde então atuou em folhetins na TV Globo, na Rede Manchete e na Record TV.

 

O ator era filho de uma das maiores divas da arte de atuar, Tônia Carrero (1922-2018) e do artista plástico Carlos Thiré (1917-1963). Deixa filhos e netos, alguns deles igualmente atores. O último trabalho de destaque de Cecil na teledramaturgia foi a novela ‘Máscaras’, exibida em 2012 na RecordTV.

Outro papel importante de sua trajetória diante das câmeras foi Mário Liberato, de ‘Roda de Fogo’. O vilão gay, tão sofisticado quanto cruel, mexeu com a sociedade conservadora em 1986. No trabalho seguinte, ‘Sassaricando’, ele teve dupla função: viveu São Sinfrônio e dirigiu a novela atualmente reprisada no Canal Viva, com a participação de sua mãe, Tônia Carrero.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Ele é lembrado por papéis como Mário Liberato, de “Roda de Fogo” (1986), e Adalberto, de “A Próxima Vítima” (1995). Seu último trabalho na televisão foi na novela “Máscaras” (2012), como Eduardo Sotero.

 

Seu principal papel foi na novela Roda de Fogo, de 1986, quando interpretou o vilão homossexual Mário Liberato. Ele também fez sucesso como Adalberto em A Próxima Vítima (1995) e coleciona mais de 20 papéis no curriculum. Afastado da TV desde 2012, seu último trabalho foi no folhetim Máscaras, da Record.

O Brasil parou diante da TV na noite de 3 de novembro de 1995 para, enfim, descobrir quem era o misterioso assassino de ‘A Próxima Vítima’. A revelação surpreendeu a todos: Adalberto Vasconcellos, o pai de família acima de qualquer suspeita, considerado um “inútil” na família Ferreto. O personagem representou o momento mais marcante da carreira televisiva de Cecil Thiré.

Cecil Thiré faleceu aos 77 anos, em casa, no Humaitá, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Cecil sofria do mal de Parkinson há alguns anos. O ator deixa sete netos e quatro filhos, dos quais três são atores: Luisa, Carlos e Miguel.

(Fonte: https://www.metropoles.com/entretenimento – ENTRETENIMENTO / por JULIANA BARBOSA – 09/10/2020)

(Fonte: https://www.terra.com.br/diversao/tv/blog-sala-de-tv – DIVERSÃO / TV / BLOG SALA DE TV / por Jeff Benício – 9 OUT 2020)

Blog Sala de TV – Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 

Powered by Rock Convert
Share.