Catherine Coulson, conhecida por sua interpretação na série dos anos 1990 “Twin Peaks”

0
Powered by Rock Convert

A atriz ficou conhecida pelo papel de Log Lady, a misteriosa senhora que ninava o toco de madeira, na série de TV Twin Peaks.

Catherine Coulson interpretou a mulher do tronco na série 'Twin Peaks' (Foto: Divulgação)

Catherine Coulson interpretou a mulher do tronco na série ‘Twin Peaks’ (Foto: Divulgação)

Catherine Coulson (Ashland, Oregon, 22 de outubro de 1943 – Ashland, Oregon, 28 de setembro de 2015), ficou conhecida por sua interpretação na série dos anos 1990 “Twin Peaks”

Catherine Elizabeth Coulson foi diretora assistente do diretor David Lynch no filme “Eraserhead”, de 1977. Ela também trabalhava como assistência de câmera, e atuou recentemente em um episódio da série “Portlandia”.

Ela trabalhou com Lynch pela primeira vez em 1974, sua estreia como atriz no cinema, atuando no curta The Amputee como uma mulher sem pernas, e depois integrou a equipe do primeiro longa do cineasta, Eraserhead, como assistente de direção. Além de atuar, ela trabalhou até o início dos anos 1990 como assistente de câmera em filmes diversos como Jornada nas Estrelas 2 – A Ira de Khan, e Noite de Estreia, de John Cassavetes.

Embora tenha ficado famosa como a Log Lady de Twin Peaks, Catherine Coulson já atuava desde os 15 anos no teatro, para onde retornou nos anos 1990, como integrante da companhia do Oregon Shakespeare Festival em Ashland, no Estado do Oregon.

Powered by Rock Convert

Catherine E. Coulson morreu de câncer dia 28 de setembro de 2015, em Ashland, Oregon, aos 71 anos. Ela voltaria a viver o papel da mulher do tronco nos novos episódios produzidos pela Showtime.

“Hoje perdi uma das minhas amigas mais queridas, Catherine Coulson. Catherine era ouro puro. Ela estava sempre presente para seus amigos — ela era repleta de amor para todas as pessoas — sua família — seu trabalho”, afirmou o diretor David Lynch, responsável pela série, em nota.

“Ela era uma trabalhadora incansável. Tinha grande senso de humor — amava rir e fazer as pessoas rirem. Era uma pessoa espiritual — uma meditadora transcedental de longa data. Ela era a mulher do tronco.”

“Estamos todos muito tristes, ela significou muito para muitas pessoas”, afirmou a agente da atriz, Mary Dangerfield, que confirmou sua morte.

(Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/09 – POP & ARTE – Do G1, em São Paulo – 28/09/2015)

(Fonte: http://omelete.uol.com.br/series-tv/noticia – SÉRIES E TV/ Por MARCELO HESSEL – 28/09/2015)

Powered by Rock Convert
Share.