Anna Veronica Mautner, formou gerações de terapeutas, e foi precursora da autonomia feminina, fundou um curso baseado nas teorias de psicoterapia corporal e de grupo de Wilhelm Reich

0
Powered by Rock Convert

Mulher moderna, formou gerações de terapeutas

 

 

Anna Veronica Mautner (Peste, Hungria, 1° de junho de 1935 – 30 de janeiro de 2019), cronista e psicanalista por 50 anos, que formou gerações de terapeutas, e foi precursora da autonomia feminina, migrou da Hungria para o Brasil aos três anos.

 

 

Anna Veronica nasceu na Hungria em 1935 e imigrou para o Brasil aos três anos. Sua mãe, Rosa, era uma comunistas judia e feminista libertária na Budapeste dos anos 1930. A família chegou no dia em que a Segunda Guerra Mundial foi declarada.

 

 

A família Mautner se estabeleceu na Lapa, onde abriu um salão de cabeleireiros. Ali, Anna dizia ter aprendido os primeiro passos na arte de ouvir. Seu pai era primo do pai de outro Mautner famoso, o músico Jorge Mautner.

 

 

Na juventude, fez parte de movimento sionista e esquerdista e, nos anos 1950, estudou ciências sociais na USP. No Rio de Janeiro, onde também viveu, trabalhou como jornalista no Última Hora. Nas duas cidades, fez parte ativamente da vida cultural, conhecendo muitos intelectuais e artistas, como Lygia Fagundes Telles e Lygia Clark.

Powered by Rock Convert

 

 

De volta a São Paulo, foi professora de psicologia social da USP e na Fundação Getúlio Vargas. A partir de 1970, foi influenciada pela psicoterapia corporal e de grupo, introduzida no Brasil por José Gaiarsa. Alguns anos depois, fundou um curso baseado nas teorias de Wilhelm Reich.

 

 

Finalmente, nos anos 1980, formou-se psicanalista e entrou para a Sociedade Brasileira de Psicanálise. Ao todo, clinicou por quase 50 anos.

 

 

Foi ainda colunista do caderno Equilíbrio, da Folha, entre 2000 e 2013. Depois disso, manteve colaboração estreita com o jornal, escrevendo na página A3, de opinião.

 

Anna Veronica faleceu em 30 de janeiro de 2019, aos 83 anos, por falência de múltiplos órgãos.

(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/01 – COTIDIANO / Por Ivan Finotti – 30.jan.2019)

Powered by Rock Convert
Share.