“Amar, ao contrário do que se pensa, não perturba a visão que se tem do outro. Aguça-a, aprofunda-a, aprimora-a.” Artur da Távola (1936-2008), jornalista, político e escritor carioca.

0

“Amar, ao contrário do que se pensa, não perturba a visão que se tem do outro. Aguça-a, aprofunda-a, aprimora-a.” 

Artur da Távola (1936-2008), jornalista, político e escritor carioca.

(Fonte: Revista Caras, 27 de agosto de 2008 – ANO 15 – N° 34 – Edição 773 – Citações – Pág: 90)

Share.