Allen Toussaint, foi um dos músicos mais reputados do panorama internacional, compositor de canções gravadas por Rolling Stones, Paul McCartney e Otis Redding

0

Allen Toussaint, músico americano, autor de sucessos do R&B

O americano Allen Toussaint (Foto: Divulgação)

O americano Allen Toussaint (Foto: Divulgação)

Allen Toussaint (Gert Town, Nova Orleans, Louisiana, 14 de janeiro de 1938 – Madri, na Espanha, 10 de novembro de 2015), pianista, cantor e compositor americano, foi um dos maiores expoentes da moderna música de Nova Orleans.

Toussaint compôs rock, jazz, country, funk. No fim da carreira, porém, optou por retrabalhar standards da canção americana ao piano – adicionando, no máximo, um ou outro instrumento.

Considerado o músico de músicos, é autor de sucessos do R&B como “Working in a Coal Mine” e “Mother-in-law”. Allen pertence ao Hall da Fama do Rock and Roll, foi candidato aos prêmios Grammy.

O artista, que é membro do Hall da Fama do Rock, que durante sua trajetória, contabilizou composições gravadas por Rolling Stones, Paul McCartney e Otis Redding.

Toussaint começou a tocar piano muito cedo. Ainda adolescente, fez sua estreia com a banda de soul music The Flamingos. Na década de 1960, foi o principal compositor da gravadora Mint Records, escrevendo hits para Lee Dorsey (Ya Ya), Jessie Hill (Ooh Poo Pah Doo) e Ernie K-Doe (Mother-in-Law).

O americano Allen Toussaint, foi um dos músicos mais reputados do panorama internacional, compositor de canções gravadas por Rolling Stones, Paul McCartney e Otis Redding, assinou também discos como solista, sobretudo na década dos 70, entre eles “Life, love and faith” e “Southern nights”.

Allen Toussaint (Foto: acerecords.co.uk/ Reprodução)

Allen Toussaint (Foto: acerecords.co.uk/ Reprodução)

Natural de Nova Orleans, nos Estados Unidos, abriu um estúdio em sua cidade natal, nos anos 1970, onde gravou com Paul McCartney & Wings, Sandy Denny, Dr. John, Patti Labelle, Joe Cocker e John Mayall.

Conhecido como uma das personalidades musicais de maior destaque em Nova Orleans, mudou-se, a contragosto para Nova York quando o furacão Katrina devastou a sua cidade natal, em 2005. No entanto, ele só não retornou ao estado de Louisiana como também participou ativamente da reconstrução da cidade e de outros projetos humanitários.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reconheceu a contribuição de Toussaint à música e ao desenvolvimento de sua comunidade ao entregar a ele a Medalha Nacional das Artes, em julho de 2013.

– Depois que sua cidade natal foi devastada e Allen se viu forçado a evacuar, fez algo mais importante pelo seu lar: voltou. E desde então, dedicou seu talento musical a reconstruir a cidade – disse o presidente americano na ocasião.

Allen Toussaint fez o seu último show em 9 de novembro, em Madri, na Espanha. Quando voltava da apresentação, o artista foi vítima de uma parada cardíaca e morreu naquela noite. Ele tinha 77 anos.

O compositor havia agendado um show em Nova Orleans para 8 de dezembro. Seria uma apresentação beneficente ao lado de Paul Simon.

(Fonte: Zero Hora – ANO 52 – Nº 18.260 – 11/11/2015 – TRIBUTO/ Por Bruna Ayres – Pág: 32)

(Fonte: http://g1.globo.com/musica/noticia/2015/11 – MÚSICA – NOTÍCIA – Da EFE – 10/11/2015)

Share.