“Acho que o único tropeço que houve foi aquele do fatiamento, o DVS (destaque para votação em separado) da própria Constituição, no qual teve contribuição decisiva o presidente do Supremo.” GILMAR MENDES, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em resposta a Lewandowski, fazendo jus à fama de “comentarista do Supremo”, dado seu gosto por comentar tudo o que acontece

0
Powered by Rock Convert

O presidencialismo de coalizão (…) deu no que deu. Nesse impeachment a que todos assistiram (…). Mas encerra exatamente um ciclo, daqueles aos quais eu me referia – a cada 25, trinta anos no Brasil, nós temos um tropeço na nossa democracia. Lamentável.

RICARDO LEWANDOWSKI, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), no final de uma aula na Faculdade de Direito do Largo São Francisco (SP), cujo áudio foi divulgado pelo site da revista Caros Amigos. Lewandowski presidiu a sessão do impeachment que agora ele próprio critica

 

 

 

Acho que o único tropeço que houve foi aquele do fatiamento, o DVS (destaque para votação em separado) da própria Constituição, no qual teve contribuição decisiva o presidente do Supremo.”

GILMAR MENDES, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em resposta a Lewandowski, fazendo jus à fama de “comentarista do Supremo”, dado seu gosto por comentar tudo o que acontece

(Fonte: Veja, 5 de outubro de 2016 – ANO 49 – Nº 40 – Edição 2498 – Veja Essa – Editado por Rinaldo Gama – “As pérolas são compiladas e coletadas da imprensa e da TV e recolhidas pelos jornalistas de VEJA” – Pág: 48/49)

Share.